Reino medieval feudal

Carlos magno nos anos 800 fez um acordo com o papa, Carlos magno fornecia terras ao papa, e o papa o reconhecia como um grande rei.

Pactos acordos e contratos da idade media: na base ficavam os servos, acima dos cervos ficavam os vassalos, acima deles ficavam os suseranos, acima deles o rei, então eles se organizavam assim, os suseranos moravam em terras que os reios os davam e trabalhavam nessa terra, o excedente de produção eram entregues aos vassalos, que prestavam contas aos suseranos, entre os suseranos e os vassalos, era o pacto de segundo graus, vassalos e servos de primeiro grau e do rei com os servos de quarto grau e dos reis e suseranos de terceiro grau. Quem administrava o feudo era o Sr. Feudal, ele também possuía funções judiciárias, por ex de um conflito entre cervos e vassalos quem decidia era o Sr feudal, que era juiz de primeira instancia, caso a justiça de primeiro grau fosse contra os servos eles podiam pedir para o rei julgar em segunda instancia, o rei fazia isso de julgar pique o Sr feudal queria virar rei e o rei precisava se mostrar mais, então julgava acima do Sr feudal. O rei era obrigado a ir para a guerra, organizar exercito.

A idade media foi formada pelo cristianismo latino que era existente em Roma, pelo sistema feudalismo e os bárbaros invadindo o território romano.

A unidade da igreja vai influenciar a unidade política. Os bárbaros invadir Roma durante trezentos anos, ou seja, os bárbaros iam atrás, lutavam, o romano assimilo a cultura bárbara e a misturou a cultura romana, a mistura dessas duas culturas nasceu o ocidente.

A idade media é a media da idade antiga e da idade moderna, tanto e que o período pós idade media alguns autores chamaram de renascimento, como se o mundo estivesse dormindo.


26/03/2012

Idade média.

Idade media não foi media de coisa nenhuma, entre os anos 400 d.C. e os anos 800 d.C. se formaram três grandes civilizações, o leste, o oeste e o islã. A idade media foi chamada de idade media para os modernos, mas não e a melhor nomenclatura, os modernos diziam que ela seria a media entre a modernidade e antiguidade. Os historiadores diziam que existia um poço, a idade antiga tinha sido boa, e a idade media uma merda, eles achavam que iam melhorar a idade moderna, tanto que chamou de renascimento, a idade media começa em 476 d.C. com a queda o império romano germânico, alguns também colocam o inicio da idade merda com a independência do cristianismo, 330 d.C. e ela vão até 1492 d.C. não existe um consenso com o inicio da idade media, o fim da idade media é colocado em 1492 com a descoberta da America, vamos analisar 1000 anos de historia.

A questão demográfica, o contingente populacional, numero de habitantes, existiam na idade media cerca de… A idade media teve quatro períodos,

- Prima idade media: ainda existia muita precariedade, o problema central da idade media era a comida, as pessoas morriam de fome, muitas pessoas morriam de fome. Isso acontecia pique nenhuma das terras eram aráveis, existiam pestes que não eram combativas, a pior de todas foi a peste negra, que dizimou dois terços da população mundial, a peste negra matava mais nas cidades, nos portos, centros das cidades, etc. Por incrível que pareça a peste era um fundamento da guerra, jogavam cadáveres contaminados para contaminar soldados inimigos, principalmente a peste bubônicas, que fazia a pessoa morrer em duas semanas, a idade media conseguiu um aumento demográfico principalmente nos séculos xi, xii, e xiii, graças a certas descobertas tecnológicas, a técnica agrícola, a famosa charrua, era tipo um arado que movia a camada mais dura da terra, e deixava a terra mais fértil que era puxada por bois, que na verdade veio dos romanos, só que os romanos colocavam correntes no pescoço dos cavalos, mas ele perdia a forca, e não conseguem puxar corretamente. Os medievais descobriram que colocando de outra forma eles iriam puxar com mais forca e assim abrindo mais terras, profundidades onde era mais fértil, alem disso usaram um sistema de arroteamento, esse sistema conseguia expandir terras que não era cultivável, tornavam as cultiváveis.  Os medievais invadiram os matos, derrubaram arvores, florestas, e então aumentou o volume de água, eles devastaram muito mato e esse mato parou de conter a chuva, o solo ficou muito umedecido e os cereais não brotavam, assim acontecia a morte de pessoas, a mortalidade subia e descia muito. Um imperador fez com que as meninas de 14 anos não fossem mais para os conventos e sim se dedicassem a fazer filhos e as viúvas tinham que se casar em cinco anos, se não iam perder as suas terras. Isso ocasionou uma migração de terras, o Sr feudal que tinha sua terra, o clero também tinha sua terra, a terra do Sr feudal quando ele fazia cinco filhos precisava dividir com cinco pessoas, o clero não podia fazer filho, e essas terras quando eles morriam voltava para a igreja. Os grandes imperadores faziam um contrato com o papa, o papa era autoridade espiritual e o imperador era o que mandava, o imperador negociava com o papa certa proteção recíproca, o papa dizia, não vamos obedecer ao imperador para população, o papa recebia do imperador muitas terras. O Carlos magno tinha muitos filhos e tinha conseguido unificar a Europa, mas quando estava conseguindo centralizar acabou morrendo e deixando para seus filhos. O direito na idade media era costumeiro, baseado nos costumes, hábitos, todos os Sr feudal aplicava a justiça dentro do seu feudo, ou seja, o feudo era uma administração domestica. Cada feudo tinha sua estrutura, as penas eram todas baseadas em critérios espirituais. As terras do clero eram cultiváveis, e os servos trabalhavam nelas, os servos pagavam para o Sr. Feudal, o Sr feudal dividia as terras, e davam uma parte ao servo trabalhar, mas em troca das terras que ele recebeu ele precisava trabalhar em outras terras do Sr feudal, parte da produção ou dinheiro dos cervos, um valor simbólico, era uma taxa para mostrar que a terra era do Sr feudal, existia já uma relação de troca entre as pessoas, começou a existir a moeda, a moeda começa a ficar estocada para a época de crise, começa a desenvolver a indústria têxtil, aumenta a construção civil, dos anos 1100 aos anos 1300 foram construída cerca de 140 cidades, em duzentos anos de historia foram feitas 140 cidades, as indústrias básicas da idade media era a indústria têxtil e da construção civil. Precisavam construir mosteiros, castelos, igrejas e casas, naquela época quem tinha certa ascensão social faziam de primeira construir uma casinha melhor, ate os cervos construíam casas melhores. Os imperadores começaram a construir impérios, mosteiros enormes. O cervo precisava pagar na morte o maior tributo, então os seus filhos tinham que pagar um pedágio, uma Mao de obra, normalmente era o melhor animal da propriedade do cervo, assim ele deixava que os filhos do servo continuassem no território. Conta a lenda que a primeira noite do cervo com a mulher precisava passar junto com o Sr feudal. O Sr feudal em troca dava segurança, tinha um exercito para proteger, não existiam muitas guerras, não tinham muitos exércitos, a invasão era feita por baderneiros, quando existia guerra o objetivo não era matar o inimigo e sim escravizar, eles vendiam, se pagava um valor x para o resgate dos cervos dentro da propriedade. As penas e os julgamentos das pessoas eram cruéis, os ladrões de galinha ganhavam a mesma pena do que um homicida. As penas geralmente eram cruéis, normalmente tinham critérios místicos, ex. Pegava um condenado, amarrava em um saco e jogava no rio, se ele saísse do saco e não se afogasse ele não era culpado, existia a ideia de bruxaria. Também obrigavam a comer pão e queijo, se ela comesse tudo não seria culpada, outra pena era colocar a mão no fogo e se queimasse era culpado, e podia escolher alguém para colocar no seu lugar, dai surgiu a expressão, por esse eu coloco a mão no fogo.

Situação de terror, pessoas contra o cristianismo eram perseguidas e mortas.

Eles começaram a fazer traduções dos gregos, o povo começou a estudar, se envolver e aprender mais da cultura, foi uma espécie de renascimento da idade media.

- Alta idade media

- Media idade media

- Baixa idade media.

28/03/2012.

O adjetivo media é impróprio para a idade media, a grande contribuição da idade media ela vem dos anos 400 aos anos 800 d.C., se formaram três grandes civilizações, o leste, oeste e islã, estas três culturas (oriente, ocidente e os islâmicos), o que mais interessa é o ocidente. O ocidente foi a soma de três pontos básicos, são eles cultura romana, cultura germânica (cultura bárbara), e cristianismo latino. Tivemos quatro momentos na idade media, a prima idade media (caos), a alta idade media (ordem), media idade media (apogeu) e baixa idade media (declínio).

Prima idade media ocorreu nos séculos V, VI, VII e VIII.

Alta idade media ocorreu nos séculos IX, X e XI

Media idade media ocorreu nos séculos XII, XIII.

Baixa idade media ocorreu nos séculos VIV, XV e XVI.

Mais ou menos nos séculos XII começaram a se formar os estados, eles se formaram assim, tinha a invasão de um feudo pelos vikings, por exemplo, ai então eles iam se aculturando no feudo invadido, ou seja, eles iam impondo sua cultura a esse feudo e pegando a cultura dos feudos, eles somavam a língua latina com a língua dos vikings e acabava formando uma linguagem como o inglês, eles iam criando culturas próprias, o primeiro estado a se formar foi Portugal, depois franca, depois Espanha e depois Inglaterra, os dois últimos países a se unificar eram a Alemanha e Itália, a partir do século XII, La pelo século XV eles já eram estados autônomos, estados fortes, os feudos eram invadidos e acabavam se juntando formando os estados.

Quatro características gerais no feudalismo:

Econômica: predominam as atividades agrícolas, as atividades comerciais dependem dos feudos (se o feudo produzisse em excesso eles vendiam, se faltavam eles acabavam comprando de outro feudo) e as industriais praticamente inexistem

Social: o setor rural predomina sobre o setor rural, e as principais posições sociais eram os Sr. Feudais (composto pela nobreza) e do alto clero e os próprios servos.

Cultural: forte influencia do cristianismo latino, dos valores do cristianismo latino, ou seja, a sociedade era extremamente teocêntrica (deus como o centro do universo), existia o mundo temporal e espiritual, tudo se atribuía aos deuses, mas também existia pelo aspecto territorial. Os papas faziam a unção dos reis, eles derrubavam óleo na cabeça do rei, e esse óleo derrubado dava a ideia de que o rei era representante de deus na terra, então eles consideravam que os reis tinham poderes de deus, como curar doenças, machucados, etc. Eles chegavam a dizer como a lua reflete a luz do sol os monarcas refletem as ideias de deus. Sacro império romano germânico (1026, 1027 e 1028) começou com Otto primeiro, ele não era cristão puro de Roma e vir imperador. A igreja falava bem dos imperadores em troca de terra. Na verdade a igreja católica queria se tornar dono de tudo.

Jurídica: o direito que funcionava era o costumeiro, consuetudinário. O bonito do direito feudal era que o costume de um feudo não era igual à de outro feudo, cada um tinha seus costuma, mas existia certo padrão. No século XI eles se dividem em common Law, e o escrito, legislado codificado romano.

Celibato

Aconteceu por uma jogada esperta do papa no século III, o objetivo maior era concentrar terras, ficar mais igrejas que os Sr. feudais. A igreja gostava de pegar nobres e trazer para a igreja, eles tinham uma cultura, eles diziam que os nobres e os servos não estavam submetidos aos mesmos tratamentos.

Cisma do Ocidente – 1036

Direito canônico: que é o direito feito pela igreja católica, em Roma, por ex a igreja, se você se divorcia não pode mais casar na igreja. Um papa fugiu para a frança, na Itália estava complicada a vida, o clemente V, e ele achava que estaria mais seguro como papa, e outro sujeito se arrogou a autoridade de papa em Roma, e ficamos com dois papas, ai começou o grande cisma do ocidente, mas também teve um terceiro papa, passaram aquele período do cisma e eles queriam voltar a um papa, a Inglaterra não aceitou e acabou criando a religião anglicana e nomeou um papa, o imperador da época era o Henrique, com a criação ele pode se divorciar de sua esposa, pois na igreja católica ele não ia conseguir.

Cruzadas

Senhores feudais tinham muitos filhos, o que acabava dividindo suas terras, então foram buscar outras terras, no oriente. Nesta época também surge a burguesia.

29/03/2012

Principais características políticas:

- Fragmentação territorial do poder em feudos: descentralizacão territorial administrativa máxima, iniciada por doações de Carlos magno. Os Sr. Feudais conquistam aos poucos poder assumindo funções políticas especialmente adm e judiciais. A estrutura medieval é poder fragmentado em feudos, um poder não é uno e sim subdividido, se inicio com doações de terra de Carlos magno
- Hierarquização da sociedade política:
em estrutura escalonada de ordem moral, tecida em uma rede complexa de contratos impactos escritos e costumeiros, tudo fundado em relações de cunhos pessoal. Na base estão os servos que nessa época de grande insegurança moram por enfiteuse (contrato feudo vassálico, pelo qual o servo se obrigava a ficar vinculado à terra do senhor feudal), e trabalhem os feudos em troca da proteção dos senhores feudais. Esses em nível superior se hierarquizam dos pequenos vassalos aos grandes suseranos, enlaçados por direitos e deveres recíprocos. Toda a estrutura converge ao reino, pedra de toque, verdadeira chave ou fecho que mantém a abóbada social de pé, sem a argamassa e o ferro da potestas (poder pela forca) física. Conta o rei para sua função só com o peso natural da sua auktoritas (autoridade, passando maior conhecimento) jurídico-moral enlaçando todo o conjunto. A sociedade era hierarquizada, no topo estava o rei, abaixo do rei os suseranos, abaixo dos suseranos os vassalos, abaixo dos vassalos os servos, os servos moravam por enfiteuse (um contrato feudo vassalico pelo qual os servos se obrigavam a ficar vinculado a terra do Sr feudal), um grande suseranos, nobres, alto clero podiam ser um Sr. Feudal, que adm os feudos. O imperador Carlos magno deu terra para os Sr. Feudais, e tbm essas terras que os Sr. Feudais vinham do império romano, etc.

O Sr feudal primeiro era o proprietário da terra, segundo ela adm o feudo, terceiro julgava os conflitos em primeira instância. O rei era fecho ou chave da abóbada, o rei julgava em segunda instância, se o servo não aceitasse a decisão do Sr. Feudal ele ia diretamente ao rei que julgava por segunda instância. O rei não podia tudo, ele estava vinculado a igreja, pois ainda acreditavam muito em Deus, o rei precisava obedecer às ordens dos céus, eles estavam vinculados a igreja, era ainda teocrática. O rei ia para a guerra como linha de frente, chefe do exercito, se ele morresse o seu filho viraria rei, caso não tivesse filho, um grande Sr. Feudal tomaria a posição de rei. Os suseranos não iam para a guerra.

O rei era chefe do fisco, cobrava impostos para manter a guerra comprar armamentos quando um feudo invadia o outro era guerra.

O rei só no século XVI foi por potestas, o rei estava abaixo do direito, se ele não cumprisse a regra do jogo ninguém respeitava o rei e o povo o tirava. Se a pessoa que manda não cumprir o mando, no próximo mando ninguém vai obedecer.

* A Lua é o espelho do Sol, e o Rei é o espelho de Deus.

Categorias: Teoria do Estado e Constituição | Tags: , , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com. O tema Adventure Journal.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: